sábado, 5 de abril de 2008






O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas como a Júlia simplismente incomparáveis.